quarta-feira, 17 de fevereiro de 2010

o sagrado e o profano

por estas alturas do ano, tal como acontece no Natal, é costume ler e ouvir coisas a respeito do "sagrado" e do "profano", para separar o que é cristão católico romano daquilo que é pagão. o que diga respeito ao catolicismo tem a chancela de "sagrado", enquanto que o que diga respeito ao paganismo fica com o epíteto de "profano". não há maior disparate do que este. na verdade, o paganismo, sendo a reverência às forças, propriedades e mistérios da natureza mãe, é o domínio do sagrado por excelência. o profano é outra coisa. é o mundo do banal, do quotidiano sem nada de especial que se lhe diga. é a rotina, o lugar onde convivem o "tudo" e o "todos", onde nada tem um sentido para cá nem para lá do horizonte.

2 comentários:

Armando Pinto disse...

Boa e Feliz Páscoa.
http://www.longara.blogspot.com/

o viajante disse...

obrigado. para si também.